Vem saber tudo sobre ternos, vem?


27/04/09
Na(s) categoria(s): Comportamento, News | Postado por Diandra Fernandes às 23:40

Boas notícias porque há quem acredite que usar aquelas abreviações internéticas pra se comunicar não é de todo ruim. Au contraire. Esta forma de comunicação pode até ajudar a desenvolver habilidades linguísticas.

Se parece coisa de primeiro de abril, saiba que não é. E os detalhes estão bem explicadinhos aqui.

Na verdade, eu gostei de uma das razões para tal statement que é a de trazer diversão para a arte da escrita, o que facilita não só o interesse por ela como a fluidez da mesma. Gostei porque escrever pra mim sempre foi uma tarefa complicada de amor e ódio até que eu encontrei “a way to have fun with it“, o que tirou um certo peso da tarefa, digamos assim… portanto, eu posso dizer que baseado na minha experiência, (não necessariamente com o miguxês, mas com o Diandrês), it makes sense.





2 dudes comentaram nesse post:

  1. Davi disse:
    28 de April de 2009 às 13:38

    Uma coisa é o “Diandrês”, que tenta passar um amensagem e está num contexto, outra é o “miguxês”, que vem de desleixo, preguiça, pressa ou simplesmente desconhecimento da língua portuguesa. Adpatação à internet não é motivo para escreve errado!

    Reply

    • Diandra Fernandes disse:
      28 de April de 2009 às 15:27

      Davi,

      Eu não sou fã de miguxês, não, viu. Muito pelo contrário. Mas mesmo não gostando, eu acho que é uma ótima que por meio dele as pessoas desencanem das suas travas de escrever e escrevam, do jeito que for. Porque é um ótimo exercício. Além do que, antes dele a qualidade do português escrito não era bom e não acho que vá ficar pior por causa dele, mesmo porque é meio impossível ficar pior no meu ponto de vista. O problema no Brasil é na alfabetização, IMHO (e miguxando!). E é cuidando melhor dela que com ou sem miguxês a língua portuguesa estará safe and sound. Pelo menos, esta é a minha opinião.

      XO

      Reply


Deixe seu comentário