Como Usar e Onde Encontrar Pulseiras Masculinas!


01/03/11
Na(s) categoria(s): Anote Essa!, Comportamento, Guia de Compras | Postado por Diandra Fernandes às 21:26

Então eu tenho algumas diquinhas básicas para o seu guarda-roupa. Lá vai.

Se você tem que usar terno to-do dia pra trabalhar, compre pelo menos dois ternos: um cinza médio pro escuro (sem nunca ser escuro de fato que pareça preto, tá?) e um marinho. Assim você poderá revezar. Não só os ternos, como as peças deles entre si, lhe permitindo ter 4 outfits ao invés de 2 somente. Por exemplo, usar paletó de um e calça de outro. Isso se a empresa que você trabalha ou irá trabalhar permitir o combo. Se não, reveze somente os ternos e não as suas peças.

Pra enfrentar o calor diurno vale um bege de algodão (chino) na boa.

Ah, e sim, o uso de terno deve ser feito na base do dia sim, dia não, pelo menos. Ou seja, ele deve descansar um dia no cabide, pegando um pouco de ar fresco e ventilado para se “refrescar” e se refazer. Assim ele dura mais e nos trinques.

Um de risca-de-giz e outro liso podem ser também uma opção, mas, neste caso não sugiro uma mismatched suit. Pelo menos não com a calça riscada e o paletó liso. O contrário dá pra ser feito mais facilmente though.

Cuidado quando tentar mixar ternos da mesma cor. Pode ficar parecendo que uma das peças desbotou aí é altamente não recomendável mixar as peças. Pra fazer uma destas e não correr risco, aposte numa peça cinza médio ou escuro com uma peça cinza claro. As outras can be tricky

Mas voltando aos ternos… os melhores tecidos, são os de lã fria aclimatados que são aqueles super alguma coisa (90- 200). E não precisa nada na casa  beirando os 200 não. Escolha um de que goste e se sinta bem, e que não pese tanto no seu bolso.

Outras opções seriam a lã tropical e os wool-blends que vêm a ser os tecidos de lã misturados com um tecido sintético ou artificial. Ou então, em último caso, um de microfibra e/ou poliéster de certa qualidade.

Se der ou tiver a oportunidade, compre um colete para variar ou to dress up o seu terno ou mesmo usar o colete solo com o que bem quiser. Na mesma linha valeria suéteres e sweater vests.

Colete pode ainda ser usado solo…

Mas voltando ao terno… eu sempre sugiro que se tenha pelo menos um de lã fria e faça dele o seu terno para ocasiões importantes e noturnas até. Deixe os outros “mais em conta” para o cotidiano bem cotidianão mesmo.

Agora, se não der para comprar nem um de lã fria ou um terno de qualidade, compre o melhor que a sua conta bancária permitir, mas não esqueça de ajustá-lo perfeitamente à sua silhueta. Thats is very important, porque um fit perfeito dá um upgrade até no mais barato dos ternos e um sem a proper one, barateia até o mais caro deles. E isso não é negociável.

Os sapatos… que sejam de couro de boa qualidade e nunca abrutalhados. Um afilado (não precisa ser bico superfino, não) fica sempre mais elegante. Sempre aconselho a se investir nos de amarrar, pois são os mais sofisticados visualmente falando. E bem versáteis que podem ser usados curingamente em todas as situações formais e uma boa parte das nem tanto. E se for preto, bem polido e engraxado pode até acompanhar o seu tux (smoking).

O preto é o mais tradicional e por aqui, ainda o mais bem-quisto. Os marrons escuros são mais modernos e podem ser usados sem problema algum com ternos cinza e marinho (marrom, oliva e bege é a melhor opção). Acho que ter um preto e marrom escuro é uma boa opção de variação. Mas se não puder usar um marrom, então, aposte num liso tradicional de couro preto pra revezar com o outro preto.

E sim, fazer rotação no sapato (um dia usa, no outro ele descansa) é necessário. Usá-los dois dias seguidos é um no-no, tá? Não fashion no-no, mas um no-no pra saúde dele, pra sua integridade. Couro precisa de descanso também.

Independente de ser preto ou marrom, que o cinto (sempre do tipo delicado e formal), se usado, acompanhe o tom do sapato. Se for preto, preto; marrom, marrom. Escolha o que achar mais apropriado para o seu caso.

Meias finas e longas o suficiente para que não deixem a sua perna aparecer quando cruzar as pernas. E que ela seja na cor e se possível tom mais escuro da calça. Pelo menos, esta é a minha cartilha e é por aí que aconselho. Se quiser optar pela cartilha de que meia segue a cor do sapato, pode também… it is up to you. Quantas ter? Sei lá, duas (ou três?) de cada.

Compre camisas branca e azul clarinho, pois são as mais tradicionais. Tenha duas (ou três?) de cada, pelo menos. De algodão de boa qualidade. Se quiser pode ter mais do que isso, é claro. Estas são os seus curingas para o dia a dia e principalmente para as ocasiões importantes e formais. Camisas com listras discretas branca e azul ou xadrez na mesma linha podem ser uma alternativa doable.

E como tudo, pra durar faça rotação bem prolongada entre elas. Porque lavar (a seco ou no molhado) sempre encurta a vida de qualquer peça e quanto mais se lava, menos ela vai durar.

Pode ainda incluir uma rosa ou qualquer outro tom bem clarinho (sim, pro dia uma clara é sempre mais adequada, ainda mais no calorão brasileiro) se a sua empresa não for daquelas quatrocentonas que preferem as clássicas branca e azul. Se for, uma forma de variar é comprar camisas listradas ou xadrez discretas branca e/ou azul.

Quanto às gravatas… bom, são elas que vão arrematar o seu terno de todo dia. Tenha pelo menos umas cinco (ou seis?) do tipo uma ou duas lisas e as outras estampadas. Tudo vai depender do terno e das suas pretensões. Agora, se tem algo que vale a pena ter, se você trabalha de terno todo dia, é justamente esta fofa. Porque ela é que vai dar a “cara nova” ao seu terno de sempre. Isto porque se você, por exemplo, usar o mesmo terno e a mesma camisa todo santo dia, mas usar uma gravata diferente, a impressão será de um terno novo todo dia. Got it?

As listradas são curinga no dia a dia.

Pra facilitar, aposte nas de 100% seda. Pro dia as opacas são as melhores. Se não der pra ser de seda, tenha pelo menos uma de seda pura pra ocasiões especiais como uma reunião com o chefe ou cliente importante, papo sobre aumento de salário ou promoção…

Outro curinga pro dia a dia e pra noite também.

Para um terno liso e camisa idem, escolha sempre uma gravata com alguma padronagem como as listradas ou de bolinhas ou outra com formas geométricas dessas. As de xadrez no momento estão superIN e podem ser uma opção também, desde que discretas.

Uma gravata sólida (lisa no quesito cor) é a mais formal e pode ser usada de dia com camisa ou terno com padronagens ou à noite com terno sem padronagens.

Com um terno ou com uma camisa com listras, se você não sabe usar estampa com estampa, dude, aposte numa lisa e num tom de cor presente ou no terno ou na camisa em questão. Para os ternos neutros (cinza, marinho, bege, marrom e até o preto) e camisas clássicas (azul e branca, principalmente a branca), o ceú é o limite ou algo do tipo quando o asunto é qual cor escolher. Se não quiser ficar colorido demais, aposte numa gravata que contenha a cor da camisa (se isso vale pra quando ela for de cor, qualquer cor também) ou do terno ou ambas contidas nela e mais outra cor não presente ou outras.

FYI: Quando ficar na dúvida ao parear uma camisa de cor com a gravata, faça isso: aposte numa gravata que contenha a cor da camisa nela ou que seja na cor da camisa mas num tom mais escuro (se for lisa) e pronto you are safe and done!

Agora, a cor da gravata deve ser escolhida tendo em vista a sua paleta de cores amigas. Sempre.

Se quiser usar, hankies (um branco de algodão ou linho e um ou dois de cor) e outros acessórios (como um prendedor de gravata) ou ter uma bela camisa branca de punho duplo para dar um dress so up no seu terno, também pode.

Para o punho você tem a opção de uma bela abotoadura ou um daqueles nó-zinhos. Se for algo superespecial, aposte nas abotoaduras e deixe o nó-zinho para algo mais rotineiro.

Aposte num relógio discreto e elegante para acompanhar o seu terno. Um de couro com ponteiros is a sure bet. Mas um mais moderno ou mesmo prateado ou dourado, se for delicado, discreto e elegante até pode.

Pasta executiva tradicional ou uma mais moderna é o arremate de um look ternal decente. Sem mais. Ou melhor, com um mais… Vale ainda algumas destas opções aqui ó.

E voilà! Você está pronto para começar a sua vida enternada.

Só uma explicação: a quantidade é uma generalização. Cada um tem que saber a sua quantidade de acordo com a sua realidade e rotina ternal.

Recomendo ler os seguintes posts além dos links que insertei no texto:





6 dudes comentaram nesse post:

  1. Dan disse:
    2 de March de 2011 às 19:34

    isso sim foi de grande ajuda o/
    hj saí pra procurar emprego… logo arranjarei um (yn)

    Reply

  2. João Gabriel disse:
    3 de March de 2011 às 20:15

    Diandra há tempos acompanho o blog mas nunca encontrei nada pra mim, que pudesse se efetivar no dia-a-dia. Isso porque os posts mostram sempre roupas muito estilo “modelo”, que não se encontra em qualquer loja por ai… Então ou você tem bastante dinheiro para encher um guarda-roupa com peças de grife e bonitas como você mostra; ou só fica olhando o blog… Sem contar que as roupas dos posts normalmente não são para o ambiente de trabalho, diário, e sim para uma ou outra festa (mesmo assim só aquelas festas top top, porque ninguém se veste tão bem e com tanto estilo em balada).

    Enfim, estou comentando pela primeira vez para super-hiper-mega parabenizar este post. Pela primeira vez é um post super explicativo, que apresenta diversas opções, e a preços acessíveis! Além de ser algo que uso no dia-a-dia do trabalho. Então, se possível, acho que eu e 90% do público do blog gostaríamos de mais posts deste tipo (e não como o último post “Look du Jour: Polo com camisa” porque, por mais que seja até um post descolado, ao menos que você esteja em um cenário da série Gossip Girl, ninguém sai na rua de all star, jeans, polo com camisa estampada por baixo, e gravata borboleta (!!)… é estilosinho e mauricinho demais… inviável no cotidiano)

    Parabéns de novo por este post 😉 Detonou ;D
    =*

    Reply

  3. Amaral disse:
    26 de June de 2011 às 15:58

    Me tornei seu fã!

    Reply

  4. Pingback: Peças Essenciais: O Terno « Dudes Modernos

  5. Pingback: Peças Essenciais: As Gravatas « Dudes Modernos

  6. Pingback: Um Papo Sobre Um Terno “Jovem” « Dudes Modernos


Deixe seu comentário