Como Usar e Onde Encontrar Pulseiras Masculinas!


14/06/14
Na(s) categoria(s): Comidinhas | Postado por Diandra Fernandes às 8:57

E a receita é a seguinte:

 

Ingredientes:

  • 400 gramas de arroz de jasmim
  • 1 colher (sopa) de azeite, mais extra para grelhar
  • 1 colher (chá) de sementes de gergelim
  • 1 batata descascada e cortada em cubinhos
  • 1 dente de alho descascado e amassado
  • 1 pimenta verde pequena sem caroço e picadinha
  • 2 colheres (sopa) de gengibre fresco ralado fino
  • 1 1/2 colher (chá) de coentro moído
  • 1 colher (chá) de açafrão em pó
  • 1 pau de canela
  • 4 sementes de cardamomo
  • 200 g de vagem limpa, cortada m pedaços de 3 centímetros
  • 1 abobrinha cortada em cubinhos
  • 600 g de filé de salmão
  • 1/2 maço de coentro picado
  • 1 limão cortado em gomos
  • 250 g de iogurte grego

Preparo:

Coloque o arroz em uma tigela, cubra com água e deixe de molho por 30 minutos. Escorra e deixe em uma peneira por 5 minutos. Em seguida, ferva 750 mililitros de água. Esquente o óleo em uma caçarola ou panela grande de fundo grosso em fogo médio e adicione as sementes de gergelim. Cozinhe por um minuto, mexendo sempre. Acrescente a batata, o alho, a pimenta e o gengibre e cozinhe por dois minutos. Adicione o coentro, o açafrão, a canela e o cardamomo e refogue, mexendo sempre, por mais um minuto. Junte a vagem, a abobrinha e o arroz e mexa para cobrir com os temperos. Acrescente a água e deixe ferver. Mexa bem para distribuir tudo e tampe bem a panela. Coloque em fogo baixo por 20 minutos, ou até a água ser absorvida, sem mexer. Tire do fogo e deixe descansar durante dez minutos. Enquanto isso, aqueça uma frigideira em fogo médio-alto, pincele o salmão com azeite e grelhe por quatro minutos de cada lado, ou até esltar no ponto do seu gosto. Separe a carne em pedaços, sem cortar. Em seguida, passe um garfo pelo arroz para separar os grãos e adicione o coentro. Sirva o arroz com pedaços de salmão por cima, acompanhado pelos gomos de limão e o iogurte.

Rende 4 porções.

Via Marie Claire. E por lá tem outras receitas com arroz bem apetitosas.


Tags:


20/05/14
Na(s) categoria(s): Anote Essa!, Comidinhas, Comportamento | Postado por Diandra Fernandes às 9:10

Desconfio que você saiba, mas não custa reforçar: toda receita que a gente encontra por aí pode e deve ser calibrada pro seu paladar. E não somente quando tem aquele “a gosto” logo após o ingrediente. Lógico que num primeiro momento vale super seguir à risca a receita dada e respeitar as doses indicadas. Mas na hora que você for provar e achar que está faltando  algo ou uma pitada extra de algum tempero da receita ou que está basiquinho demais pro seu paladar, pode dar uma incrementada extra seja por adicionar um pouco mais de algum ingrediente ou até experimentar um outro não presente na receita pra ver no que vai dar.

pixabay 4

 

Dito isso é sempre bom lembrar o seguinte: é mais fácil adicionar do que retirar.

BioFlash: eu nunca calibro as receitas que posto aqui pro meu paladar porque se fizesse isso decsonfio que vocês iam me odiar adium eternus. hihihi Explico: pensa num California (comida japonesa). Agora imagina que a pessoa(eu) tire o kani e coloque no lugar preenchendo aquele vazião uma lasca de gengibre AND um tantão de wasabi pra tampar aquele buraco. Você certamente iria até a lua e voltava chorando certo? Me too! E eu adoro isso! hehehe Mas é sério. E taí o como o gosto de apimentar as coisas… hehehe Mas além do gosto por carregar a mão nas apimentadas e afins, eu também gosto muito de comida rústica, digamos assim. Gosto de sentir o gosto que elas têm e não curto muito refogados, frituras e outras incrementadas gordurosas. Fritura pra mim só sequinha… Lógico que tem algumas exceções como pizza (mas mesmo a pizza, se for gordurosa demais eu meio que desgosto, sabe?), mas via de regra, that is my way. Prefiro caprichar nos temperos ou molhos. E curto muito um tempero dos mais simples com azeite e sal pra maioria. 😉




29/03/14
Na(s) categoria(s): Comidinhas, How To | Postado por Diandra Fernandes às 15:50

Outro dia estava eu reclamando no FaceBook que uma das coisas que eu mais o-de-i-o na cozinha é descascar alho. E é mesmo, apesar de adorar alho e tal. Mas nem é pelo cheiro que deixa nas mãos e sim porque acho o descascar o saco! Daí que uns dudes leitores (Bruno Pereira aka Ninja e o Cleiton Marcondes, thanks, dudes!) me indicaram uns vídeos lá pelas bandas do You-santo-salvador-Tube bem legais de como fazer isso facinhamente facinhamente. Roda o vídeo pra ver.

E tem este aqui com o mesmo processo mas um tantinho diferente.

E eu, que vivo recorrendo ao You Tube pra assistir N tutoriais não sabia dessa. Aff! E nem tinha pensado sequer em recorrer a ele pra me salvar dessa… bullocks! 😉

Se bem que eu tentei os métodos propostos e não descascou tudo coisíssima nenhuma.:( Daí experimentei cortar as pontinhas e aí sim, foi. 🙂 Mas os dudes que me passaram o vídeo garantem a eficiência. Acho que o meu chacoalhar foi meio boca, sei lá. hehehehe

Experimentaí e depois me conta se funciona mesmo.

Update: E olha só: eu mesma tinha postado um outro método por aqui usando o microondas e tinha esquecido… aff! Shame on me! Total!




Anterior11011121314... 22Próxima Página 12 de 22