Como Usar e Onde Encontrar Pulseiras Masculinas!


05/06/07
Na(s) categoria(s): Acessórios Masculinos, Coordenando Cores, Trend Watch | Postado por Diandra Fernandes às 13:33

Com o frio que anda fazendo dá uma vontade danada de se enrolar por completo nos nossos cachecóis quentinhos não dá? Pena que eles só servem para aquecer o pescoço e os ombros… mas enfim, nesta temporada eles estão com tudo e nada discretos, nem em volume e nem nas cores. Como bem dá para ver nas fotos abaixo.  

BulkyscarfVolume e corChelsea Knot and bulky

Mas se este não for o seu estilo, como aposto que não deve ser mesmo, ou se você pertencer à tribo dos baixinhos, dos com o pescoço curto ou quase inexistente ou ainda dos que desfrutam de uma escala ou dimensões do corpo mais para o delicado e franzino… então melhor fugir mesmo dos volumes excessivos no pescoço já que eles não são para você não, pois te encolhem ainda mais. Prefira algo mais discreto como uma volta ou duas no pescoço com um cachecol mais fininho e aproveite para deixar a perna do cachecol caindo pelo tronco pois alonga. Ou então use o “nó” do momento (Chelsea Knot) que é dado mais ou menos assim: junte as duas pontas do cachecol, coloque-o no pescoço segurando as extremidades, passe a extremidade com as duas pontas por dentro da extremidade que não tem ponta alguma e puxe selando o laço. Mas para tal, escolha um cachecol menos volumoso e dê uma “nózada” menos afofada.

Ou se preferir simplesmente deixe o cachecol volumoso ou mesmo o mais fino repousar nos seus ombros sem amarração nenhuma no pescoço. Pode também usá-lo num modelo mais curto e fino e laçá-lo como uma semi gravata ou uma espécie de Ascot e colocando-o tanto por dentro da gola da camisa como por fora. E se você for do tipo que adora uma exploração e invenção… brinque, experimente e ache uma enrolada ou “atada” que lhe satisfaça e fique bem e proporcional ao seu porte. Criatividade pode ser sim um plus nestes casos.

Cool e fino amarroDescansando nos ombrosCravat likeCravat likeDespojadoPadronado

Já em termos de cores, sugiro que usem uma que lhes favoreça ao entrar em contato com o seu rosto, quer ela seja contrastante e viva ou mesmo uma pura representante da Suíça(neutra), pois como o cachecol vai ficar justamente “emoldurando” o seu rosto, é importante usar algo num tom que faça muito bem a ele, que pertença a sua paleta de cores amiga e não um que o apague de vez. Senão todo o charme de usar um cachecol vai por água abaixo.

Se quiser esportar o look com cores contrastantes e não sair por aí over the top, vista uma roupa predominantemente em tons neutros como a cor da estação – o cinza -, ou mesmo o preto com o branco por exemplo e escolha um cachecol de uma cor só, forte e vibrante tipo um amarelo canário, um pink, laranjão, roxo ou vermelho. O mesmo se aplica para o oposto: se a sua roupa for hiper colorida, aposte num cachecol mais discreto, neutro. Se preferir usar um com padronagem, estampa ou com mais de uma cor, tente coordenar uma das cores ou padronagens do seu cachecol com alguma cor ou padronagem do seu modelito preferencialmente algo no seu top. Em outras palavras, faça que o cachecol fique dentro de um mesmo tema/esquema ou cor que você tenha no seu outfit. Assim fica mais fácil acertar. Ou então use algo no tom da sua roupa, mas ou mais claro ou mais escuro, que aí não tem erro. Mesmo.

Só pra você saber: Cashmere e seda são os tecidos mais finos e sofisticados para o seu cachecol e eles são ótimos arremates para um look noturno mais formal tipo black tie ou mesmo alguma ocasião que requeira um terno. Dá um quê de sofisticação. Mas pode muito bem ser usado de dia também, afinal quem disse que sofisticação só pode fazer lá a sua aparição à noite? É para isso que servem os detalhes… 

Já a lã e o algodão por exemplo vão melhor com um look mais informal, casual ou até mesmo algo um pouquinho mais social como uma ocasião corriqueira à noite, para ir trabalhar e por aí vai. Não chegam a comprometer por exemplo a sua ida a um restaurante fino, ou mesmo à uma happy hour não. Principalmente os que forem de lã com um quê mais para o fino e delicado. 

E um lembrete final: as etiquetas que vêm acopladas ao cachecol devem sumir de vista. Ou você as corta bem rentes ao tecido sem danificá-lo é claro e amarre o cachecol de uma forma que o resquício que sempre sobra não fique visível nem com lupa ou então enrole-o de uma forma que a etiqueta não fique visível nem pelo Superman.

Para mais idéias de como usar o seu cachecol ou ainda aprender um ou dois jeitos de atá-los no pescoço, dê uma olhada neste post.




27/04/07
Na(s) categoria(s): Coordenando Cores, O Que e Como Usar, Um Papo Sobre... | Postado por Diandra Fernandes às 19:55

Cashmere Vneck magentaStriped Pink Tie  Camisa Rosa BebêPink com pink, why not? Pink Polo

Não sei quem determinou que rosa é uma cor feminina, coisa de mulher. Mas sei de uma coisa: com certeza era alguém color blind ou que simplesmente não manjava nada de cor e nem de homens. Digo isso porque em termos de “favorabilidade”, se tem uma cor que é camarada com o sexo masculino é justamente o rosa. Dificilmente vou encontrar por aí um homem que não fique maravilhoso com algo rosa iluminando o rosto. Já não posso dizer o mesmo em relação às mulheres… Sério, guys!

Infelizmente, por esse pré-conceitozinho bobo, ainda há muita resistência de incorporar o rosa ao guarda-roupa masculino. O que é uma pena pois vocês estão se privando de um dos seus melhores aliados e um dos maiores trunfos que têm a seu dispor.

E não estou falando isso porque rosa é a minha cor favorita (fyi: não é não!). Nada disso. É a mais pura verdade. O rosa dá uma refrescada instantânea no visual, rejuvenesce, alegra e ilumina – o que mais pedir de uma cor? E não, ela não tira nem um pouco a masculinidade de ninguém. No máximo suaviza e nada mais. Portanto, não temam o poder do rosa. Ele é altamente recomendável.

E não sei se vocês sabem mas as camisas sociais rosas estão quase (se já não chegaram lá) se equivalendo às camisas brancas e azuis e se firmando como clássicas e curingas igualmente, pois são super versáteis e dão com quase ou tudo mesmo.

Dica: Para tirar melhor proveito da cor, não há necessidade de se vestir de rosa da cabeça aos pés. Use-a sim na parte de cima, perto do rosto na forma de camisas-setas, pólos, gravatas, coletes ou mesmo suéters. E pode ser desde de um rosinha clarinho bebê, passando pelo pink e indo até o violeta – o que preferir ou lhe cair melhor. Se não quiser usá-la de forma sólida, pode usá-la de forma temperada, escolhendo peças com notas ou estampas que tenham a cor nelas. Assim, mesmo discretamente, estará se beneficiando dela.

E então, colou?




Anterior1107108109 Página 109 de 109