Como Usar e Onde Encontrar Pulseiras Masculinas!


25/03/14
Na(s) categoria(s): Comportamento, Etiqueta e Boas Maneiras | Postado por Diandra Fernandes às 9:21

Sabe aquele cara com quem você trabalha que você vive explicando minunciosamente as coisas e mesmo assim ele age como se não tivesse entendido nada, sabe-se lá por quê? Então, a primeira coisa a tentar ao invés de ir lá e perguntar o famoso ” por que você não entende ou presta atenção no que eu explico?” é ir até ele e na boa dizer algo do tipo “eu tenho te explicado isso algumas vezes ao longo destes dias e me parece que você está tendo uma certa dificuldade pra entender ou executar a tarefa. Tem algum jeito de eu te explicar melhor isso? Eu estou deixando de lado algum detalhe ou você precisa de mais informação?”

 

Desta maneira você não só se insere como possível parte do problema (porque vai que você não está mesmo explicando assim tão bem) e tira o peso da acusação pra cima dele como abre uma brecha para que o coworker te dê um feedback sobre o que que está havendo pra ver se você consegue acertar o passo.

Acho que este approach serve pra tudo.

Se mesmo assim não conseguir…

Via Lifehacker.




18/03/14
Na(s) categoria(s): Etiqueta e Boas Maneiras | Postado por Diandra Fernandes às 9:10

E eles são os seguintes:

erros corporativos mais comuns

  • Não apertar a mão adequadamente. (Aqui tem o como fazer isso ai direitinho.)
  • Receber o cartão de visita de alguém e não ler ou esquecer na mesa. (Aqui tem a etiqueta do cartão de visitas.)
  • Não manter contato visual ao falar ou ao cumprimentar alguém.
  • Ficar falando ao telefone quando estiver com alguém. Né?

Pescou? Good. E se já tiver cometido alguns deles ou todos, vira a página e comece a não cometê-los mais, ora. 😉

Fonte: Exame.




06/03/14
Na(s) categoria(s): Comportamento, Etiqueta e Boas Maneiras | Postado por Diandra Fernandes às 16:42

E não no chão ou na areia, como muitos parecem crer. Porque assim, se tem uma coisa que ficou bem clara com a greve dos garis é que o carioca é um povo dos mais mal educados e porquinho… E nem precisa da greve pra constatar isso. Vai só à praia no fim do dia e dá uma olhada na areia. O que tem de lixo espalhado por ela. E quando eu falo lixo, eu digo qualquer coisa que está lá e não seja areia ou conchinha e tal per se. Porque aquela correntinha que arrebantou e você deixou na areia ou aquele pedacinho que você tira pra abrir a latinha também são considerados lixo e devem ser jogados na lata de lixo, tá bom? E tem lixo inclusive nos arredores das latas de lixo que ficam posicionadas na areia, quer dizer… uma vergonha só.

 

#LixoNoChãoNão

Ah, Di, e se a lixeira estiver superlotada? Ué, leva o lixo com você ou procura outra até encontrar uma.

Portanto, dudes, brasileiros em geral, na hora de jogar seu lixo por aí, jogue na lata de lixo. Porque é lá que o lixo deve ficar e não por aí espalhado pela cidade que você mora ou visita. Ah, e tenha sempre no seu carro um saquinho de lixo pra colocar seus eventuais lixos durante uma saidinha caso não consiga achar uma lata de lixo pelo caminho e não acabar jogando pela janela do carro, que também é um major no-no, né?

E já que estamos falando de lixo… se tiver no local diferentes lixeiras pra diferentes lixos, joga o seu lixo no lugar certo, no qual ele pertença. Porfa. Grata.

E last but not least… pela quantidade de lixo nas ruas do Rio com esta greve ficou claro outra coisa: fiscal pra multar quem joga lixo na rua ou estava também de greve ou raramente tem por aí by default, né? Dudu, francamente…




1234... 63Próxima Página 2 de 63