Como Usar e Onde Encontrar Pulseiras Masculinas!


06/12/13

Eu fiz uma listinha, na verdade duas, de itens que eu acho que vale investir o seu rico dinheirinho, tipo, correr atrás de um que tenha de fato uma certa qualidade e que vá durar mais do que algumas poucas estações e gastar algumas realidades extras.

don-draper-style

Via de regra, vale investir em peças atemporais e entenda por atemporais como peças clássicas, cleans (limpas visualmente, sem muita informação), livres de detalhes que possam datá-las e que sejam em cores neutras como preto, branco, marinho, cinza, bege, marrom… Se bem que pra investir eu rifaria o branco dessa porque branco amarela, mancha mais facilmente, enfim, sofre muito mais com o passar do tempo por N razões e tende a não durar tanto quanto peças mais escuras. Aliás, investir em peças de tons de cores escuros ou medianos é melhor. E nessa, pode ainda investir numa cor que você adora, tipo a sua favorita e marca registrada que você vai usar não interessando se estiver IN ou OUT. E no tom que seja seu amigo, tá?

E pode investir em alguma com estampa? Yep, pode, mas pra isso só invista se você amar tal estampa de paixão e ela for uma das suas trademarks. Senão, invista em algo liso ou com uma padronagem/estampa das mais discretas daquelas que você só nota up close and way too personal.

Traduzindo em peças… estas aqui valem o investimento:

  • Peças de alfaiataria (pra quem trabalha com ou precisa usar com certa frequência um terno). Aqui vale calça, blazer, colete. Mas evite modismos extremos nessa, preferindo um modelo mais tradicional. Por exemplo, prefira um que não seja cropped (mais curto na barra de paletós e calças) como seu investimento. Ou se for, que seja um bem mais curto mas bem de leve. Deu pra entender?
  • Sapato de couro de amarrar. Preto. Ou um marrom escuro. Uma bota de couro seria um outro item a considerar, se você for um bota-maníaco.
  • Um cinto social de couro. Ou uma pasta de trabalho. Carteiras de dinheiro de couro idem.
  • Jaqueta de couro (se for do tipo que adora uma, tenha uma curinga clássica que pode ser um investimento pra durar).
  • Uma gravata pra arrasar (ter pelo menos uma super para aquela ocasião super), de seda e tal.
  • Um casacão (trench, overcoat). Se e somente se é uma peça que você costuma se valer com certa frequência, tipo, se viaja muito pra regiões frias, se o seu inverno pede um… estas coisas.

Economize nas seguintes:

  • Jeans – eu não entendo essa de jeans premium. Pra mim jeans é um tecido barato e deve permanecer as such. Agora, se você discorda, aí faça o que bem achar melhor.
  • Tênis street. Ainda mais se você usar aqueles de ginástica que tem prazo de expiração porque o sistema de amortecedor expira. Acho que o investimento só vale pra quem é atleta e vai usar o tênis pra praticar o tal esporte ou se condicionar e tal e não street way.
  • Chinelos.
  • Malhas em geral, tipo camiseta etc e tal. Porque por melhor que seja uma malha, ela é bem dada a perecer pelas lavagens com mais facilidade.
  • Em peças brancas. Ou clarinhas. Quer dizer, se usar terno é bom saber que ter pelo menos uma camisa branca de qualidade pra usar e arrasar quando precisar é uma. Mas né, peças brancas sujam facilmente e precisam ser lavadas com mais frequência, o que por si só vai encurtar a vida útil delas. Se precisar de alguma peça pra arrasar, invista nela, mas nunca invista em muitas peças claras porque elas são facilmente detonáveis. Quando a sua detonar, aí pense na substituta à altura.
  • Moda Praia. Sal e cloro mais protetor solar, suor e tal detonam as peças, quer dizer…
  • Em trendinites como peças cropped, colorblocks, lapelas muito finas ou muito largas, calças com gancho baixo (saruel, por exemplo), enfim, estas coisinhas…
  • E inclua aí aquelas peças que você está experimentando usar, incorporar no seu armário pela primeira vez ou depois de muito tempo.



15/11/13
Na(s) categoria(s): Guia de Compras, Regra Boa Do Bem-Vestir | Postado por Diandra Fernandes às 9:17

Uma boa maneira de encarar o que está na moda ou o que de repente vira tendência e aposta das lojas numa temporada sem necessariamente “modar” é saber que agora vai ter mais acessibilidade àquele tipo de peça ou cor, sem falar na boa e velha variedade. Porque de um jeito ou de outro o elemento do momento vai estar mais disponível, fácil de comprar e de achar mais opções, tanto do modelo em si como em cores diversas. E se for algo que você gosta, te favorece e que você usa pode aproveitar pra fazer umas comprinhas do bem. Porque nem sempre é fácil encontrar determinadas peças por aí. E nem com variedade no quesito cor… quer dizer… lógico que não precisa exagerar na dose nem nada, mas deu pra entender pra sacar o espírito da coisa, né?

boas compras tendências

Também é bom olhar  pro que está aí em evidência como possibilidades. Por exemplo, se algo que você não curte ou nunca pensou em experimentar entrou em voga, pode aproveitar o momento IN pra reavaliar se algo continua não sendo do seu gosto ou se merece de repente uma segunda chance ou primeira. Lógico que aqui eu falo do que desperta o seu interesse e não dar uma chance pra absolutamente tu.do que entra em voga. Mas se bateu a curiosidade ou a vontade, por que não? Mas neste caso, é bom comprar algo numa fast fashion ou numa loja com preço mais em conta pra não ter que bancar o prejuízo se a peça não vingar com você e encalhar no seu armário. O que sim, pode acontecer. Ninguém está livre disso. Nem eu. 😉




02/05/13
Na(s) categoria(s): Anote Essa!, Guia de Compras, Plantão: Onde Encontrar | Postado por Diandra Fernandes às 8:22

Não sei qual é o meu problema, mas eu que sempre adorei pensar sobre e comprar presentes, faz um tempo ando meio desanimada com essa. Não sei se pela rotina non stop das datas (afinal, geminiana eu sou) ou por falta de entusiasmo em comprar anything, anyways mesmo. Por isso é que sempre que eu tenho que dar algum presente eu deixo o presenteado me guiar nessa. E sigo mesmo a máxima de que presente bom é aquele que quem vai ganhar gosta, quer ou precisa ou um mix de tudo isso. Facilita e não precisa do meu entusiasmo e sim do entusiasmo da pessoa que vai receber o presente.

Nesta leva de sugestões, estes foram os posts que eu escrevi a respeito. Confere lá:

E tem sempre a opção de fazer algo você mesmo pra ela, tipo aqueles presentes que a gente fazia na escola pra dar pras nossas mamiskas, lembra? Tá, não precisa ser exatamente aqueles que a gente fazia quando criança tipo as digitais das nossas mãos em tela, mas algo que você na sua versão adulto faça e bem.

presentes dia das mães

Vale ainda acrescentar flores (as favoritas dela, porfa!) e um belo cartão com o presente, né? Palavras bonitas e sinceras nunca são demais. Nunca.




12345... 57Próxima Página 3 de 57