Como Usar e Onde Encontrar Pulseiras Masculinas!


01/11/13
Na(s) categoria(s): Coordenando Cores, Um Papo Sobre... | Postado por Diandra Fernandes às 9:45

coordenação de cores suéter

Eu estava dando uma olhada nestes looks de suéter e daí que eu notei que neles tem algumas das regrinhas que eu venho falando a respeito na hora de coordenar cor com cor ou cor com cor neutra ou cor neutra com cor neutra. Mas antes de tudo, as fotos acima ilustram como o cinza é uma cor super generosa com cor. Ponto. É uma das melhores escolhas se não a melhor escolha de cor neutra pra essa. E se valer de uma outra cor neutra como o branco por baixo de uma cor dando um peeping do branco também fica super. Dá um up na cor. Mas se for usar um branco perto do rosto, escolha um num tom amigo, mesmo que pra isso a escolha recaia num off-white. Um branco imaculado vai dar um resultado mais vivo, mas um off-white ainda vai dar o recado.

E se for usar camisa, pode usar uma gravata na cor da calça pra essa.

Outra coisa a se notar: Na hora que for usar cor com cor em camadas e uma estampa estiver envolvida, pode escolher uma cor presente na estampa pra usar a camada lisa de cima. Os tons não precisam casar. Isso dá uma linkada no look como mostra o azul com azul acima. Ou nem, como ilustra o azul com o uva. No caso, roxo e azul são cores bem afins tipo parece que uma é continuação da outra. Mas isso poderia ser feito basicamente com qualquer outra cor ainda mais se a estampa fosse azul e branca como é o caso.

coordenação de cor suéter

Outras boas parcerias pra usar discretamente cores são o cáqui bege, o marrom e o jeans, duh! No caso de usar uma camisa estampada, pode escolher a estampa nas cores que quiser e usar por cima um suéter neutro. Pode ser na cor neutra da calça ou nem.

E o peeping do branco fica super inclusive pra realçar outras cores neutras nessa. E o cinto pode ser o splash de cor, com cores-cores não presentes na montada. Ou pode se valer de uma cor presente as well.


Tags: ,


03/10/13
Na(s) categoria(s): Anote Essa!, Um Papo Sobre... | Postado por Diandra Fernandes às 10:15

Eu já dei algumas regrinhas por aqui pra quem quer alongar, afinar, encorpar e agora recentemente pra quem quer calibrar a silhueta ou partes dela que são muito compridas. Registrado isso, sempre tenha em mente o seguinte em relação a estas dicas:

truques-calibrar-silhueta

  • Se você quer perfomar algum nip tuck na sua silhueta ou numa parte do corpo, pega as dicas e veja como elas funcionam em você, pra você. Não queira ver como fica no outro pra ver se rola pra você. Porque ninguém é uma xerox exata de ninguém. Não é porque um cara é baixinho como você que tudo o que ele usa e funciona pra ele vai funcionar pra você. Não. Essas coisas não têm só a ver com a silhueta tal e sim com o estilo e o poder de bancar de cada um e sobretudo com outros elementos na silhueta da pessoa. Um cara pode ser baixinho mas ter as pernas mais longas do que o tórax. E você ser o oposto. Deu pra sacar? Por isso você nunca vai saber se aquilo vai funcionar pra você se baseando no outro. E mesmo que todos os elementos sejam os mesmos na silhueta tem como falei o estilo e o como o dude banca a escolha feita, que são elementos super importantes as well. E tudo isso no final das contas vai contar nessa. Porque as coisas não são preto branco, elas são do preto ao branco and every color in between.
  • O espelho é sempre o seu melhor conselheiro. Se avaliar (ou avaliar os outros) por fotos pode ser bem tricky porque dependendo do ângulo você vai parecer algo que não é. As suas proporções podem ficar erradas. Portanto se fie no espelho.
  • E sim, certas regrinhas/dicas vão funcionar mais, outras menos, outras nem tanto, assim como muitas vezes algo que seria menos favorável pode ficar bem legal em você ou nem tanto ou super bad. Mas se você está começando nessa, experimenta se valer das favoráveis conhecidas e recomendadas e vai avaliando como elas funcionam em você. Passe um tempo gabaritando o nip tuck que você gostaria de performar. Fique somente com elas por um tempo. Depois de gabaritá-las, aí pode começar a experimentar com as outras peças e cia que não seriam as mais indicadas pra você. E veja como elas funcionam em você.  Se quiser ou gostar de uma estampa que de repente não seria a melhor amiga da sua silhueta, dá uma experimentada numa and see how it goes. Mesmo que seja num provador de loja. E ela tanto pode continuar não funcionando, indeed como de repente pode funcionar ou não interferir tanto assim. Eu estou deixando esta janelinha aberta porque quando a gente recruta algo pro lado amigo do suposto lado inimigo, esta peça ou o que quer que seja acaba jogando tão bem no nosso time que pode virar algo que seja até uma trademark sua. Porque por exemplo bigode é algo bem difícil de funcionar, mas imagina só o David Niven ou Magnum sem o deles. Né?
  • O fit perfeito é a chave do sucesso. Gabaritando isso você já vai ter andado mais de meio caminho na direção certa. Se associar a isso um bom senso de escala e proporção já vai dar outros passos na mesma direção. Quer dizer…



18/09/13
Na(s) categoria(s): Um Papo Sobre... | Postado por Diandra Fernandes às 10:03

tecido-lustroso-blazer

Um doce de batata-doce pra quem adivinhar que tecido é este? Pensa aí, vai.

Tá, agora que você queimou a mufa por uns meros segundos eu respondo: é lã. 100%. Sim, não estou te trollando não. Ela tem um efeito na finalização que deixa o tecido assim lustroso, refletindo bem a luz e tal.

Sim, é. E isso só dá pra saber vendo na etiqueta. Por exemplo, o jeans que el está usando. Dá até pra ver que é jeans, porque jeans é um dos poucos tecidos que dá pra gente sacar, mas se eu não conferir na etiqueta, assim virtualmente não tem como eu saber se ele tem stretch na composição por exemplo.

E você não precisa saber qual é o tecido pra procurar na loja. Leva uma foto e mostra o efeito, se for o caso. Ou descreve o que você quer. Se está atrás de um terno com tecido lustroso, vai e pergunta sobre terno com tecido lustroso. Você não precisa saber que tecidos podem dar este efeito. A não ser que você já tenha visto um ao vivo e em cores, tenha gostado dele especificamente e queira um igual. Aí, veja na etiqueta e registra a composição dele. Só assim. E tem que ver pessoalmente, porque virtualmente não dá pra você ter a exata noção das coisas. Porque tecido a gente tem que ver ao vivo e em cores, tocar, usar pra sentir, saca?

Então, se quiser saber mais sobre tecidos, passe a ver a etiqueta dele. Sinta a textura e registre. Só desta maneira é que saber qual o tecido tem serventia.




1234... 22Próxima Página 2 de 22