Como Usar e Onde Encontrar Pulseiras Masculinas!


16/03/07
Na(s) categoria(s): Anote Essa!, Aparência aka Grooming, O Que e Como Usar | Postado por Diandra Fernandes às 17:54

Existem tantas correntes e teorias para “diagnosticar” as cores que melhor favorecem e as que esvanecem cada um… Não, não vou decorrer sobre cada uma delas e nem sequer dar um resumo sobre as mesmas, mesmo porque só fazendo um teste de cor up close and personal que dará pra definir qualquer coisa.

E não, ninguém precisa ser um expert em cores ou uma consultora de imagem, like me, para descobrir quais tons de cores são os seus melhores amigos e os que são os seus piores inimigos. Tudo o que você precisa é de um bom espelho e honestidade para consigo mesmo.

Munido dos dois, é só fazer o teste que é bem simples. Com boa luz natural, coloque bem rente ao rosto, no queixo mesmo, um pedaço de roupa ou pano na cor em questão e avalie: a cor faz o seu rosto acender, iluminar ou detona e te apaga do mapa. Se der aquela levantada… a cor é pra você. Se por algum acaso ela fizer você parecer que está com pneumonia ou se recuperando de uma gripe… então amigo, rife a cor do seu guarda-roupa pois ela não é sua amiga. Parece algebra, mas não é. Garanto. E com um pouquinho de treino, qualquer um fica craque.

Agora, uma coisa muito importante é saber que verdes, amarelos, beges e até o branco e preto existem em diferentes tonalidades. E não é porque o azul petróleo lhe favorece que todos os tons de azul seguirão o mesmo caminho não. Cada cor e cada tonalidade dela precisa ser avaliada por si só no teste.

E outra coisa mais importante ainda: cor de cabelo, da pele e dos dentes podem interferir muito no veredicto. Portanto, lembre-se que se você se bronzear (naturalmente ou artificialmente), clarear os dentes, resolver usar lentes de contato coloridas, fazer umas luzes no cabelo ou deixar o grisalho se instalar, é aconselhável reavaliar a sua paleta, pois tudo que muda no seu rosto em termos de tonalidade, pode interferir. Pode. Às vezes a interferência não acontece ou é mínima, mas às vezes… é da água pro vinho. Entendido?

Ah, este teste só é necessário para definir a sua paleta de cores para roupas que serão usadas no topo do seu corpo como camisas, camisetas, cachecóis, casacos, suéteres, blazers etc. Calças, bermudas, shorts, sapatos etc não precisam de diagnóstico não, só as peças que vão estar diretamente em contato com o seu rosto. É ele que precisa ser bem tratado pela cor usada. Elsewhere, fica a seu gosto e critério de coordenação, tá?

E se por algum acaso você precisar de uma segunda opinião para decidir sobre alguma cor, pode chamar um amigo ou amiga, mas tem que ser daqueles de confiança, que falam na lata o que acham e sobretudo que tenham bom gosto. Deixe de fora os amigos da onça ou do tipo clueless, caso contrário é desastre na certa!

Outra maneira de saber quais as cores são as suas é prestar atenção no feedback das pessoas. Se elas deslancharem elogios pra você, that would be a very good clue.




14/03/07
Na(s) categoria(s): News | Postado por Diandra Fernandes às 20:06

O estlista Ricardo Almeida, talvez o nome mais importante da moda masculina no Brasil não desfilou seu Inverno 2007 na SPFW. Prefiriu mostar sua coleção invernal na base do desfile só dele no Terraço Daslu em Sampa, na semana passada.

O que vai ser hit segundo Mr. Almeida:

  • Estilo Dândi
  • Calças justas, skinny
  • Casacos 7/8
  • Golas altas
  • Risca de giz
  • Ternos secos, justos e escuros com paletó de 2 ou 3 botões
  •  Tricôs com algodão e cashmere
  • Camisas de punho duplo
  • Vinho, uva, verde limão, rosa goiaba e magenta aparecem quebrando a escuridão dos looks.

ra1.jpg   ra23bot.jpg   ralapelamaisalta.jpg




13/03/07
Na(s) categoria(s): Look du Jour, O Que e Como Usar | Postado por Diandra Fernandes às 20:13

twotonessuit.jpg

Quem foi que disse que o bom e velho terno não pode ser desmembrado? Pode e deve. Afinal roupa que só possibilita um look é a maior roubada, literalmente. Desmembrando o terno ele se torna um outfit polivalente, criando looks diferentes que podem ir a ocasiões distintas.

Neste caso, o terno convencional emprestou o colete e o paletó e se misturou com uma calça off-white e uma camisa estampada e ligeiramente aberta para descontrair o austero look “ternal” de sempre. Fica arrumado sem ser exagerado e transita bem tanto em almoços mais sofisticados como em  jantares que não requerem gravatas; em baladas noturnas como em festas descoladas; em ocasiões sem o rigor da formalidade e em momentos onde apesar do tom casual você queira se sentir mais bem vestido… E ainda dá a maior bossa.




Anterior128262827282828292830... 2847Próxima Página 2828 de 2847