Como Usar e Onde Encontrar Pulseiras Masculinas!


27/08/07
Na(s) categoria(s): Anote Essa!, Aparência aka Grooming, Comportamento | Postado por Diandra Fernandes às 15:02

Antes de mais nada, espero que o seu cabeleireiro seja um bom profissional.

Moderno e do momento! Do Blog do Cabelo

E o que eu quero dizer com isso? Bom, pra início de conversa, além de ser aquele que sabe o que está fazendo, pois é qualificado para tal, que ele também seja do tipo que dê para conversar e pedir conselhos confiáveis a respeito de cortes, tratamentos e tudo o mais que envolva o seu cabelo, pois para tomar decisões e tratá-lo adequadamente é sempre bom consultá-lo. Ponto.

Mas continuando… que ele seja ainda uma pessoa antenada e em dia com as novidades do seu meio, e que, sobretudo saiba considerar a adequação de cortes para você. E last but never least, que tenha mão boa para cortar o seu cabelo, pois química nestas horas é fundamental. E como ainda não foi inventado um medidor para química entre profissional e cliente… você só saberá se o profissional tem a mão boa para cortar o seu cabelo quando cortar o cabelo com ele e ver o resultado. O cabelo ficou jeitoso, viçoso, lindo e maravilhoso? Então, deve ter, ora. Se algo pegou, do tipo, o seu cabelo meio que deu uma xoxada, apesar de ter gostado do corte… provavelmente não tem não.

Tom semi-longo

E isso não tem muito a ver com competência não e sim com química pura e simplesmente, tá? Talvez Lavosier possa explicar melhor do que eu essa.

Enfim, uma vez escolhido o profissional, quando decidir cortar o cabelo, sempre considere e discuta com ele a respeito da praticidade do corte, manutenção e o que vai precisar fazer diariamente para “esportar” o corte. Estas coisas são importantes porque se você for a type of guy na linha do shower and go, não vai querer ter um cabelo que exija aparos e aprumos constantes do tipo passar pomada, secar com secador ou outros rituais do tipo, ou vai? Saber de antemão o que esperar e considerar é mandatório para aí sim, decidir o que fazer.

Para escolher o corte, decida-se sempre por algo que fique bem em você e não a modinha do momento. Cortar o cabelo como o do Brad Pitt porque você quer porque quer uma Angelina Jolie na sua vida não vai te fazer um Mr. Pitt. Já um corte que lhe caia tão bem como cai o do Brad nele… maybe

Se quiser tentar algo diferente, dê uma olhada por aí na Internet, revistas e afins e separe looks que lhe agradem e forme com os cortes um stylebook. Fazer isso é bem melhor do que tentar explicar o que você quer para o profissional do nada. Ainda mais se você não souber exatamente o que quer e só tenha uma leve idéia a respeito. Uma vez montado, leve com você na sua ida ao salão o stylebook com o que gosta e mais se identifica em termos de cortes.

Ou então, se quiser algo específico, ache uma foto do tal corte e leve a própria com você. Assim ele saberá o que anda pela sua cabeça mais claramente. E não, não pense que ele tem obrigação de ler o seu pensamento ou saber exatamente qual era o corte que o tal do Paulinho Vilhena estava usando na época que namorava a Luana Piovanni ou mesmo o que ele apareceu com, na festa de ontem à noite. Se você quer algo do tipo, descole uma foto e leve. Só assim ele – o profissional – saberá de fato o que você quer e não abrirá brecha alguma para mal entendidos.

Mas veja bem: sempre pergunte ao profissional se o tal corte vai ser adequado ao seu rosto e estilo de vida, pois isso é muito importante para acertar na escolha. Senão, logo, logo o arrependimento poderá bater à sua porta.

Shorty and coolRockdisco Hair

E não, não tenha pudores, nem vergonhas de perguntar tudo o que quiser saber a respeito. Newsflash: cabeleireiros não mordem não! Esta é a área deles e com certeza vão gostar de demonstrar todo o seu conhecimento a respeito. Inclusive, peça conselhos sobre como manter o look, variadas com ele, produtos a serem usados para controlar este ou aquele problema que tenha com a suas madeixas e manutenção do corte. Saia de lá um expert no que diz respeito ao seu cabelo e corte. É pra isso também que visitas ao cabeleireiro servem.

E não se sinta intimidado de falar quando não gostar do resultado ou não tiver sido aquilo que estava querendo. Fale e tente uma remediação lá mesmo se for possível. Se não for, bom… cabelo cresce. Então, relaxe. Mas não saia de lá p da vida sem dar um pio a respeito. Fale, ponha pra fora, educadamente, mas ponha, pois feedback é sempre bom, mesmo que seja um negativo. Mesmo porque se você nada disser, periga numa próxima vez que aparecer por lá, sair deste mesmo jeitinho… é, o que você não gostou nem um pouco. 

Além do que, com um puxão de orelha de antemão, ele ficará mais atento ao que você quer e se certificará que ambos estão na mesma página sobre o corte pedido numa próxima oportunidade. 

Curto, rente e sexy!

E outra coisa: às vezes mudanças, radicais (ou não) podem demorar um tempinho para que passemos a gostar delas. Dê uma chance para o seu novo look descer redondo ou mesmo quadrado. Mas que desça. Espere pelo menos uma semana. E isso vale para coloração, luzes ou qualquer mudança que seja feita.

Se não gostar e for possível, aí sim, remedie. Senão, espere até que o seja. E nada de cara amarrada pois enruga que é uma beleza! Só arranjará com isso mais um problema pra se preocupar, isso sim. E nem precisa se esconder dentro de um quarto escuro até que tudo volte ao normal… Se quiser, recorra a algo como um bom chapéu (só mesmo assim para você tentar algo do tipo não? a pitty!) para disfarçar o detalhe inconveniente acima. Mas quer saber? Ao invés de se esconder ou esconder o “desastre capilar”, aproveite para se divertir um pouco com a situação. Bom humor é o melhor remédio para amenizar e lidar com estas coisas. Aí, tudo fica mais leve e bearable. E o tempo voa!

E que isso valha para qualquer coisa que nos apuquente as idéias, for the matter! Esquentar, pra quê, né?

Se quiserem mais informações e principalmente idéias para cortes do momento, dêem uma olhadela caprichada no Blog do Cabelo que além de ser uma delícia visual, tem ótimas dicas, sugestões e looks atualíssimos para a sua coleção.

E leia também: Quando o cabelo começa a cair… – que vem a ser o meu primeiro post, post ever




Anterior1414243 Página 43 de 43