Como Usar e Onde Encontrar Pulseiras Masculinas!


22/11/13
Na(s) categoria(s): Regra Boa Do Bem-Vestir | Postado por Diandra Fernandes às 9:31

Não tem nada que seja pior do que ter um armário cheio de peças onde a porcentagem de rotatividade da maioria é bem baixa ou quiçá quase inexistente. Porque roupa no armário ou nas gavetas é pra serem usadas e não guardadas pra constar que tem. E são pra serem usadas com frequência. Essa coisa de ter no guarda-roupa pra se um dia precisar ou pra eventualidades é besteira. E trava o seu armário visualmente e energicamente falando, inclusive.

 

E sim, é uma boa ter por exemplo um terno no armário para casamentos e eventos mais formais, mas dude, só compre um quando a ocasião chegar. E quando ela chegar e você comprar… anota: você não precisa só usar o tal terno como um terno e durante aquelas ocasiões. Você pode super pegar o paletó e usar com a sua calça jeans e uma camiseta ou camisa ou henley para um jantarzinho qualquer ou uma casualizada mais arrumadinha. Ou ser o seu casaco de uma noitada out. Pode se valer da calça pra usar com uma bota e um suéter ou mesmo com uma camiseta e tênis pra curtir um hi-lo na boa. Essa de só poder usar calça com o paletó dele é abobrinha e com farinha. E estes achismos de que conjunto só pode ser usado em conjunto must go. Porque eles são uma das coisas que mais te limitam nessa de maximizar e bem o seu armário.

look-masculino-sweater-gravata

Porque sabe a sua gravata que só sai do armário quando você tem um casamento uma vez ao ano? Porque você acha gravata isso ou aquilo ou nem sabia que ela pode casualizar por aí? Bom, ela pode te fazer companhia mesmo que timidamente num look com colete, suéter ou cardigan e camisa, com jeans ou chino ou mesmo com uma calça de veludo cotelê.

O mesmo vale para os seus pijamas. Além de te dar mais opções (o que por si só já é super) ao mesclar a calça daquele pijama xadrez com uma camiseta e não com o top xadrez dele, isso ainda te permite demorar mais a enjoar do que tem e diminuir a vontade de comprar algo novo tão rapidamente.

Tá, eu entendo que certas peças estão lá mas só podem ser usadas numa estação do ano como casacos, suéteres e afins. Ou figuram porque você viaja para países frios e precisa ter um leque de opções quando vai visitá-los. Mas tenha em mente que estas peças não precisam figurar em grande quantidade. Um bom casacão, mais uns dois ou três suéteres, uma capa ou um casaco mais informal e uma jaqueta legal dariam na boa conta do recado pra enfrentar o invernão que pipoca em pequenas doses por aqui no Brasil e viagens ao ano. E investir em qualidade nessas peças poucas é até uma boa pois você tecnicamente teria as próprias por vários anos sem precisar se preocupar em comprar outras por um bom tempo…

rotatividade armário roupas

E quando a estação delas não estiver em vigor, coloque estas peças mais escondidas no armário, numa prateleira lá em cima ou mesmo nos cabides afastados do seu campo de visão. Deixe as peças de determinada estação em voga protagonizando essa. E quando o inverno chegar, aí sim, traga-as pra sua frente pra você saber que as tem e usá-las. Agora, se você costuma enfrentar ar condicionado siberiano mesmo no verão e precisa ter umas peças destas no seu campo de visão, deixe-as lá à vista. Assim vai saber que tem e usá-las as such.

E voltando à rotatividade… tente usar tudo o que você tem à sua disposição, o máximo que der. E se não der, pra que ter no armário?  Use tudo até ter que substituir. Ou cansar. Aí sim, vale dar uma folga pra peça. Mas por um tempinho só… e reavaliar se quer mantê-la ou nem. Porque às vezes, quando a gente cansa, basta dar uma folga pra ela que pronto, ela volta a ser querida. Agora se ela passar um tempão no spa… melhor considerar doar ou vender. Porque armário bom não é armário preparado pra tudo que eventualmente tenha pela frente ou não e sim um armário que é sempre muito bem usado.




09/04/13
Na(s) categoria(s): How To | Postado por Diandra Fernandes às 16:04

Eu já dei estas dicas por aqui, pingadinhas ali e acolá. Daí que resolvi juntá-las neste post e aproveitei e montei uma cronologia pra vocês melhor usá-las.

armário-masculino

Mas antes deixa eu esclarecer uma coisa deveras importante: No Brasil eu considero que a gente tem duas estações: calor e frio-ish. O calor começa junto com a Primavera e o frio-ish começa com o Outono. Verdade que às vezes eles entram um pouco mais tarde ou mais cedo, mas isso é só pra vocês saberem que é sobre o começo real (com temperaturas to match) destas estações a que eu me refiro. E é no começo destas estações que eu determinei neste parágrafo que você deve proceder da seguinte maneira:

  • Quando uma das estações acima se efetivar, é bom dar uma arrumada no armário para: colocar as peças mais de acordo com a estação mais à vista, mais à mão. Pra facilitar a sua vida e as suas escolhas estação adentro. Inclusive pra você saber o que tem e o que pode usar mais facilmente. Algumas talvez estejam guardadas lá em cima do armário precisando de um banho até. Veja se todas as peças resgatadas estão em condição e com o cheirinho em dia pra serem usadas na nova estação. Se não estiverem, providencie o update.
  • Outra coisa que você deve fazer quando for preparar o seu guarda-roupa para a nova estação é antes de mais nada, shopear o seu armário. Ver o que você tem e que vai poder usar estação adentro. ON trends ou não. Dito isso, dar uma olhadinha nas listinhas de tendências é sempre uma boa pra se situar (ver o que vai estar possivelmente disponível nas lojas) e ver se não tem ali no seu armário já alguma coisa que de repente você colocaria na sua listinha de compras pra próxima estação sem necessidade de.
  • E só depois de arrumar o seu armário, ver o que você já tem, saber sobre as tendências é que você deve fazer uma listinha de peças (roupas e acessórios) que você quer incorporar (aka comprar), porque precisa (trabalho, algumas estão pedindo substituição etc e tal) ou curte mesmo. E quando for comprar ajuda muito ter em mente o que você quer de fato. Inclusive a controlar o seu orçamento. Porque aí você vai às compras com foco. Vale ainda se valer dos seus gadgets eletrônicos (fotinho no celular) inclusive pra mostrar o que você quer pro vendedor de loja e saber se por lá tem. Vale também ter o seu armário no celular pra ver se a peça que quer adicionar vai ter uma boa rotatividade, caso precise de uma refrescada de memória. Aliás, é sempre bom comprar peças que se versatilizam, peças que podem ser usadas com outras muitas peças no seu armário pra que aquela refrescada no armário seja maximizada. E isso é o que faz a compra de uma peça valer a pena: a possibilidade de uso dela com N outras peças que já estão no seu guarda-roupas.
  • E claro que durante a estação você pode adicionar alguns itens pra sua listinha bem pessoal de must-haves do momento. Aquela listinha personalizada onde você filtra as tendências com o seu gosto, necessidades reais, estilo, estilo de vida (e nessa o orçamento pra gastar neste quesito faz parte as well) e silhueta, sabe qual? Aliás, este filtro vale pra todas as compras… Recomendo inclusive a leitura dos posts na categoria Regra Boa do Bem Vestir pra ficar ainda mais safo nessa.
  • Ou não, porque se nada tiver do seu gosto, não te favorecer ou se não precisar de nada e nem estiver precisando daquela refrescada no armário que uma ou duas peças novas que podem ser usadas com um monte de outras que você já tem podem dar (e sim, mais não precisa pra isso), não compre nada. You don’t have to. Deixa para uma próxima estação que tenha mais a ver com você ou onde a necessidade real pinte. Lembrando que a melhor maneira da gente ter um armário apetitoso, do tipo que adora e quer usar tudo o que tem é sempre comprar o que a gente amadora de paixão e não algo que gostamos meramente. Porque aí você vai querer usar frequentemente e vai usar com o maior prazer tudo o que tem…
  • Na hora que começa a liquida da estação que está começando a terminar (neste caso será na estação seguinte tipo verão e inverno, tá?), é bom você dar uma olhada nas peças que estão em liquida pra ver se não tem algo com preço bom que você queria ou precisava muito (para o trabalho ou pra substituir uma peça que estava implorando por uma substituta) mas estava carinha e não estava entrando no seu orçamento. Nessa é uma boa também ver as peças que vão permanecer bem cotadas para a estação que vai entrar, pra ver se vale ou não comprar uma pra experimentar (se quiser) ou pra ter mesmo no seu armário e dar uma refrescada nos usual suspects dele. E aqui eu me refiro às trendinites e não às peças clássicas/atemporais, tá? Aliás, sobre estas peças atemporais… liquida é sempre uma boa pra comprá-las… Aqui tem umas dicas de como bem aproveitar uma liquida.

Ah, Di, mas eu moro fora do Brasil, como lidar? Você também pode proceder desta maneira, neste timing. Ou se tiver um armário bem pequeno pode fazer a troca de prioridades no que vai ficar mais à mão no começo de cada uma das 4 estações, se aonde estiver elas de fato tiverem temperaturas diferentes.

E eu que moro onde é calor o ano todo, como lidar? Pode fazer esta organização duas vezes ao ano e aproveitar o MO das estações na moda pra fazer os updates também, mas lembrando que pra você calor sempre será… 😉

E é esta a melhor maneira de encarar as estações style and money-wise. Pra navegar por elas no comando.




22/12/12
Na(s) categoria(s): Acessórios Masculinos, How To | Postado por Diandra Fernandes às 11:17
Maximizing the Wardrobe

Este é um post pra ilustrar como deve ser pensado o seu armário pra que você possa maximizar, otimizar o seu guarda-roupa: com peças versáteis que permitam que você as use com várias outras peças em várias ocasiões. Assim você vai ter um armário com uma base que vai te permitir multiplicar os looks. Ou seja, você vai ter uma gama super de opções para N ocasiões.

Pra esta primeira edição, escolhi peças casuais somente e baseadas nas tais peças essenciais.

Lista das Peças Escolhidas:

  1. Blazer marinho
  2. Cardigan cinza
  3. Gravata xadrez azul e vermelho
  4. Gravata marinho de tricô
  5. Camisa branca social
  6. Camisa chambray
  7. Calça jeans escura
  8. Calça cáqui
  9. Camiseta cinza
  10. Henley azul
  11. Mocassim marrom
  12. Desert boots bege
  13. Tênis verde
  14. Bermuda marinho clara
  15. Camiseta estampada

Notem que eu deixei de fora cintos e meias que poderiam ser elementos que iriam maximizar ainda mais os looks assim como relógios, pulseiras, chapéus… isso porque usar os looks com ou sem acessórios ou acessórios diferentes já vai dar uma cara toda nova à montada. E cada elemento novo na produção configura sim, uma nova montada. Escolhi randômicamente as peças só pra mostrar que 15 peças rendem um bom número de looks se souber escolher as peças e claro, tirar todo o proveito delas. E é assim que você deveria encarar o que tem no armário. Ou o que vai colocar nele as well. Porque tudo o que você precisa é de peças certas e não de muitas peças…

E no caso, todas as peças podem ser usadas entre si, com exceção das gravatas (elas não podem ser usadas com camiseta por exemplo) e das opções onde uma peça ou outra foi deixada de fora porque né, isso como falei maximiza.

Abaixo eu listei alguns combos. E fiz isso desta maneira pra vocês verem a quantidade de looks que elas rendem… ô!

Clica pra ver o rol completo!

Leia Mais




123 Página 1 de 3