Como Usar e Onde Encontrar Pulseiras Masculinas!


01/03/11
Na(s) categoria(s): Anote Essa!, Comportamento, Guia de Compras | Postado por Diandra Fernandes às 21:26

Então eu tenho algumas diquinhas básicas para o seu guarda-roupa. Lá vai.

Se você tem que usar terno to-do dia pra trabalhar, compre pelo menos dois ternos: um cinza médio pro escuro (sem nunca ser escuro de fato que pareça preto, tá?) e um marinho. Assim você poderá revezar. Não só os ternos, como as peças deles entre si, lhe permitindo ter 4 outfits ao invés de 2 somente. Por exemplo, usar paletó de um e calça de outro. Isso se a empresa que você trabalha ou irá trabalhar permitir o combo. Se não, reveze somente os ternos e não as suas peças.

Pra enfrentar o calor diurno vale um bege de algodão (chino) na boa.

Ah, e sim, o uso de terno deve ser feito na base do dia sim, dia não, pelo menos. Ou seja, ele deve descansar um dia no cabide, pegando um pouco de ar fresco e ventilado para se “refrescar” e se refazer. Assim ele dura mais e nos trinques.

Um de risca-de-giz e outro liso podem ser também uma opção, mas, neste caso não sugiro uma mismatched suit. Pelo menos não com a calça riscada e o paletó liso. O contrário dá pra ser feito mais facilmente though.

Cuidado quando tentar mixar ternos da mesma cor. Pode ficar parecendo que uma das peças desbotou aí é altamente não recomendável mixar as peças. Pra fazer uma destas e não correr risco, aposte numa peça cinza médio ou escuro com uma peça cinza claro. As outras can be tricky

Mas voltando aos ternos… os melhores tecidos, são os de lã fria aclimatados que são aqueles super alguma coisa (90- 200). E não precisa nada na casa  beirando os 200 não. Escolha um de que goste e se sinta bem, e que não pese tanto no seu bolso.

Outras opções seriam a lã tropical e os wool-blends que vêm a ser os tecidos de lã misturados com um tecido sintético ou artificial. Ou então, em último caso, um de microfibra e/ou poliéster de certa qualidade.

Se der ou tiver a oportunidade, compre um colete para variar ou to dress up o seu terno ou mesmo usar o colete solo com o que bem quiser. Na mesma linha valeria suéteres e sweater vests.

Colete pode ainda ser usado solo…

Mas voltando ao terno… eu sempre sugiro que se tenha pelo menos um de lã fria e faça dele o seu terno para ocasiões importantes e noturnas até. Deixe os outros “mais em conta” para o cotidiano bem cotidianão mesmo.

Agora, se não der para comprar nem um de lã fria ou um terno de qualidade, compre o melhor que a sua conta bancária permitir, mas não esqueça de ajustá-lo perfeitamente à sua silhueta. Thats is very important, porque um fit perfeito dá um upgrade até no mais barato dos ternos e um sem a proper one, barateia até o mais caro deles. E isso não é negociável.

Os sapatos… que sejam de couro de boa qualidade e nunca abrutalhados. Um afilado (não precisa ser bico superfino, não) fica sempre mais elegante. Sempre aconselho a se investir nos de amarrar, pois são os mais sofisticados visualmente falando. E bem versáteis que podem ser usados curingamente em todas as situações formais e uma boa parte das nem tanto. E se for preto, bem polido e engraxado pode até acompanhar o seu tux (smoking).

O preto é o mais tradicional e por aqui, ainda o mais bem-quisto. Os marrons escuros são mais modernos e podem ser usados sem problema algum com ternos cinza e marinho (marrom, oliva e bege é a melhor opção). Acho que ter um preto e marrom escuro é uma boa opção de variação. Mas se não puder usar um marrom, então, aposte num liso tradicional de couro preto pra revezar com o outro preto.

E sim, fazer rotação no sapato (um dia usa, no outro ele descansa) é necessário. Usá-los dois dias seguidos é um no-no, tá? Não fashion no-no, mas um no-no pra saúde dele, pra sua integridade. Couro precisa de descanso também.

Independente de ser preto ou marrom, que o cinto (sempre do tipo delicado e formal), se usado, acompanhe o tom do sapato. Se for preto, preto; marrom, marrom. Escolha o que achar mais apropriado para o seu caso.

Meias finas e longas o suficiente para que não deixem a sua perna aparecer quando cruzar as pernas. E que ela seja na cor e se possível tom mais escuro da calça. Pelo menos, esta é a minha cartilha e é por aí que aconselho. Se quiser optar pela cartilha de que meia segue a cor do sapato, pode também… it is up to you. Quantas ter? Sei lá, duas (ou três?) de cada.

Compre camisas branca e azul clarinho, pois são as mais tradicionais. Tenha duas (ou três?) de cada, pelo menos. De algodão de boa qualidade. Se quiser pode ter mais do que isso, é claro. Estas são os seus curingas para o dia a dia e principalmente para as ocasiões importantes e formais. Camisas com listras discretas branca e azul ou xadrez na mesma linha podem ser uma alternativa doable.

E como tudo, pra durar faça rotação bem prolongada entre elas. Porque lavar (a seco ou no molhado) sempre encurta a vida de qualquer peça e quanto mais se lava, menos ela vai durar.

Pode ainda incluir uma rosa ou qualquer outro tom bem clarinho (sim, pro dia uma clara é sempre mais adequada, ainda mais no calorão brasileiro) se a sua empresa não for daquelas quatrocentonas que preferem as clássicas branca e azul. Se for, uma forma de variar é comprar camisas listradas ou xadrez discretas branca e/ou azul.

Quanto às gravatas… bom, são elas que vão arrematar o seu terno de todo dia. Tenha pelo menos umas cinco (ou seis?) do tipo uma ou duas lisas e as outras estampadas. Tudo vai depender do terno e das suas pretensões. Agora, se tem algo que vale a pena ter, se você trabalha de terno todo dia, é justamente esta fofa. Porque ela é que vai dar a “cara nova” ao seu terno de sempre. Isto porque se você, por exemplo, usar o mesmo terno e a mesma camisa todo santo dia, mas usar uma gravata diferente, a impressão será de um terno novo todo dia. Got it?

As listradas são curinga no dia a dia.

Pra facilitar, aposte nas de 100% seda. Pro dia as opacas são as melhores. Se não der pra ser de seda, tenha pelo menos uma de seda pura pra ocasiões especiais como uma reunião com o chefe ou cliente importante, papo sobre aumento de salário ou promoção…

Outro curinga pro dia a dia e pra noite também.

Para um terno liso e camisa idem, escolha sempre uma gravata com alguma padronagem como as listradas ou de bolinhas ou outra com formas geométricas dessas. As de xadrez no momento estão superIN e podem ser uma opção também, desde que discretas.

Uma gravata sólida (lisa no quesito cor) é a mais formal e pode ser usada de dia com camisa ou terno com padronagens ou à noite com terno sem padronagens.

Com um terno ou com uma camisa com listras, se você não sabe usar estampa com estampa, dude, aposte numa lisa e num tom de cor presente ou no terno ou na camisa em questão. Para os ternos neutros (cinza, marinho, bege, marrom e até o preto) e camisas clássicas (azul e branca, principalmente a branca), o ceú é o limite ou algo do tipo quando o asunto é qual cor escolher. Se não quiser ficar colorido demais, aposte numa gravata que contenha a cor da camisa (se isso vale pra quando ela for de cor, qualquer cor também) ou do terno ou ambas contidas nela e mais outra cor não presente ou outras.

FYI: Quando ficar na dúvida ao parear uma camisa de cor com a gravata, faça isso: aposte numa gravata que contenha a cor da camisa nela ou que seja na cor da camisa mas num tom mais escuro (se for lisa) e pronto you are safe and done!

Agora, a cor da gravata deve ser escolhida tendo em vista a sua paleta de cores amigas. Sempre.

Se quiser usar, hankies (um branco de algodão ou linho e um ou dois de cor) e outros acessórios (como um prendedor de gravata) ou ter uma bela camisa branca de punho duplo para dar um dress so up no seu terno, também pode.

Para o punho você tem a opção de uma bela abotoadura ou um daqueles nó-zinhos. Se for algo superespecial, aposte nas abotoaduras e deixe o nó-zinho para algo mais rotineiro.

Aposte num relógio discreto e elegante para acompanhar o seu terno. Um de couro com ponteiros is a sure bet. Mas um mais moderno ou mesmo prateado ou dourado, se for delicado, discreto e elegante até pode.

Pasta executiva tradicional ou uma mais moderna é o arremate de um look ternal decente. Sem mais. Ou melhor, com um mais… Vale ainda algumas destas opções aqui ó.

E voilà! Você está pronto para começar a sua vida enternada.

Só uma explicação: a quantidade é uma generalização. Cada um tem que saber a sua quantidade de acordo com a sua realidade e rotina ternal.

Recomendo ler os seguintes posts além dos links que insertei no texto:




05/09/10
Na(s) categoria(s): Acessórios Masculinos, News | Postado por Diandra Fernandes às 21:19

Ai, mas que chato Diandra, ternos, eu não uso terno nunca… pra quê que eu vou ler a respeito então? Deixa eu responder, pois: porque se você quer de fato e de direito entender once for all como o fit ideal de uma roupa, qualquer roupa até as esportivas deve ser, tem que ser primeiramente, preferencialmente um entendido no assunto ternos, dude. Porque é essa a base pra quem quer aprender de uma vez por todas how clothes should fit. E sentir na pele the power of it. E get used to it. E podes crer, taí uma coisa que a sua memória mental e corporal vai reter.

Portanto, aqui vão alguns links pra você começar a dominar o tema e viver eternamente num Suitlicious State of Mind mesmo que não esteja usando um belo terno:

Depois de ler, homework. Yep, homework, indeed. Faz um bom tempo que a teacher Miss Di aqui não passa um, não é mesmo? Já estava mais do que na hora né?  Então, anote: mesmo que não precise de um terno no momento, ou tenha uns 1000 no armário vá a uma loja de, do tipo que tenha N variedades de ternos (Brooksfield ou Vila Romana, por exemplo) e ciente mentalmente de tudo o que falei a respeito nos posts acima, selecione alguns ternos e experimente. E sim, leve em consideração tudo o que foi indicado no post, faça todo o processo como deveria ser feito (menos os ajustes definitivos feitos pelo alfaite se sua intenção não for levar o terno e sim experimentá-lo) e veja no espelho what is going on.

Faz essa cara de tédio não. It can be fun. Super fun, actually. Pra você, já pros vendedores… not so much. Mas né? bom atendimento pra um não cliente que pode vir a ser um eventualmente é sempre mandatório pra quem treina bem sua sales’ force e sabe uma coisinha ou duas sobre business, é claro. Mesmo porque eu garanto que depois deste homework the suit bug irá lhe pegar… hahaha




06/10/09
Na(s) categoria(s): Q&As | Postado por Diandra Fernandes às 23:29

Pode, claro. E pra trabalhar em algo conservador ou tradicional, pode também? Yep. O que não pode ou pelo menos não deveria poder sob hipótese nenhuma é usar os ternos que a grande maioria dos enternados brasileiros usam que é um ou dois tamanhos maiores do que deveriam, sem caimento perfeito algum, totalmente quadradão em todos os sentidos possíveis da palavra. Aquilo é que nunca deveria ser usado. E por ninguém. Primeiro porque aquilo não é terno, segundo porque mata a imponência de qualquer enternada, terceiro porque não favorece ninguém (e ninguém mesmo), quarto porque só mostra o quanto o usuário é o maior clueless no assunto terno e por aí vai.

Um terno slim fit ou contemporâneo, mais ajustado ao corpo, mas sem exageros.

Um terno slim fit ou contemporâneo, mais ajustado ao corpo, mas sem exageros. É óbvio que ele pode ser um pouco mais ou um pouco menos slim, mas a ideia é por aí.

Terno tem que ter o caimento perfeito, it has to fit, não pode ser largão ou quadradão sob hipótese alguma, ever.

Exemplo de um terno tradicional, mas com tudo no lugar. Aka: tradi that fits.

Exemplo de um terno tradicional, mas com tudo no lugar. Aka: tradi that fits. E olha que eu peguei um exemplo de terno com calça com pregas...

Dito isso, é óbvio que um terno tradicional também pode ser usado. Mas o terno tradicional não é o terno que anda por aí não, que vem a ser exatamente o descrito por mim acima. Terno tradicional é menos body-conscious do que um slim, mas ainda sim, tem cintura (menos evidenciada, do tipo superdiscreta, mas tem), tem o ombro no lugar certo, o paletó não fica sambando no torso, comfy demais e nem as calças são longas ou largas demais, só mais soltinhas. Às vezes, em alguns raros casos, até com pregas eles podem vir com. Hoje em dia, é mais moderno e silhueta-wise esquecer as pregas até neles, ou seja, é melhor sempre apostar numa calça sem pregas, tá? Mas enfim…

E outra: um terno slim fit ou contemporâneo não é apertado, repuxa etc e tal, não. O paletó só tem um pouco mais de cintura, cavas de mangas mais altas, a calça é mais ajustada ao corpo (às vezes mais, às vezes menos) e sempre sem pregas… em resumo, ele dá um shape mais rente ao corpo como um todo, mas sem exageros. Aliás, são justamente os exageros cometidos tanto numa direção (a do larguismo) como na outra (a do apertadismo) é que são major no-nos, tá? Na enternada que for.

E se quiser saber mais sobre enternadas… dê uma procurada em tudo o que já falei sobre ternos (como no post Tudo o que você deveria saber sobre ternos), ternos slim fit ou contemporâneos e na seção Look du Jour que o que não falta são papos e exemplos a respeito.

Fotos: Brooks Brothers.


Tags:


Anterior13435363738... 38Próxima Página 36 de 38