Como Usar e Onde Encontrar Pulseiras Masculinas!


12/05/15
Na(s) categoria(s): Anote Essa! | Postado por Diandra Fernandes às 9:03

E a listinha com os 7 itens que podem pegar mal ou pesar contra você nas postagens de redes sociais no quesito profissional que é da Harper’s Bazaar é a seguinte:

7 coisas pra não fazer nas redes sociais profissional

  1. Falar mal, reclamar do seu emprego, chefe e dos coworkers. E aí um inocente “ai, que saco, hoje é dia de trabalho” pode não pegar bem e não só no seu atual trabalho como nos futuros.
  2. Compartilhar o fatal TMI (too much information), tipo mimimis ou particularidades de relacionamentos, assuntos pessoais demais.
  3. Postar fotos na vibe The Hangover (sabe qual?) das festinhas ou das muitas happy hours que costuma ir.
  4. Adentrar em discussões controversas. Ou emitir comentários ofensivos ou preconceituosos. Duh!
  5. Ser o reclamão, ou seja, aquele que reclama sempre e de tudo…
  6. Fazer aquele networking agressivo demais para conseguir uma entrevista de emprego ou emprego. Use as redes sociais para conversar ou buscar conselhos, pra se relacionar e não pra se oferecer para um trabalho e tal.
  7. Last but not least: não faça ou poste nada nas redes sociais que não faria em frente da polícia. Tipo postar selfie no volante, dirigindo, por exemplo.

Lógico que a sua rede social é sua e você posta nela o que bem quiser, mas saiba que os itens acima podem sim pesar contra você na hora da contratação ou mesmo quando você já estiver empregado. Porque hoje em dia, dar aquela olhadinha básica na rede social dos candidatos e mesmos empregados virou parte do processo. Porque queira você ou não, a sua imagem, mesmo aquela da sua vida social, fora do trabalho, quando explícita as such, pode pesar contra a imagem da empresa. Exemplos é o que não faltam por aí.




28/04/15
Na(s) categoria(s): Comportamento | Postado por Diandra Fernandes às 9:35

pose superman

Então, num epi recente de Grey’s Anatomy a Dra. Irmã do McDreamy antes de uma super AND longa cirurgia ficou lá por alguns minutinhos fazendo a pose de Super Herói, que é a pose da foto acima, pra trazer mais confiança antes de encarar a tal maratona. Eu achei engraçadinho mas interessante. E ficou nisso. Daí que neste fim de semana alguém me falou sobre um papo no TED justamente sobre esta pose, ou melhor sobre Power Posing. E fui eu lá ver a palestra da Amy Cuddy a respeito da linguagem corporal e suas posturas de poder que está no vídeo abaixo, que não é a do TED mas do PopTech, mas é basicamente a mesma. Roda:


Então, na palestra ela menciona alguns estudos sobre o assunto e sugere mesmo que antes de algum big momento, quer seja uma cirurgia, uma entrevista de emprego, uma palestra a ser dada ou o que quer que necessite de você com a sua autoconfiança tinindo pra bem executar, que você faça por uns dois minutinhos alguma das posturas de poder que seriam aquelas onde seu peito está aberto, seus ombros e os braços idem, com o corpo expandido, rosto pra frente ou pra cima etc pra entrar em sintonia com a sua energia de autoconfiança, poder e ter mais um elemento a seu lado na situação que tiver pela frente. Tipo estas ó:

power posing

Estas posturas ou poses segundo ela vão te fazer sentir mais poderoso, autoconfiante por mudanças biológicas que causam no seu corpo. Sim, por isso aí. Não acredita? Então, depois de dar aquela risadinha básica, experimenta uma delas ou a do SuperHerói e depois me conta se funcionou ou não procê.

E quando fizer não precisa fazer transmissão ao vivo nem nada pra sentir os efeitos. Escolha um lugar privado para tal, mesmo que seja o banheiro (pra antes daquela entrevista de emprego é super). Mas não vale fazer e depois entrar numa daquelas outras posturas todas curvadas com o peito entrado típicas de quem está internetando by celular, sabe qual? Porque aí, né… Então… mantenha esta postura de peito aberto e coluna ereta até a entrevista começar e durante a própria já que uma boa postura também ganha pontos nas entrevistas, porque tem a ver e muito com a imagem que você vai passar. Que tem tu-do a ver com uma imagem de pessoa confiante.

Bom, quando eu ouvi pose de SuperHerói pensei logo no SuperMan, mas nem tinha me tocado que a Mulher Maravilha também estava nessa. E se a Mulher Maravilha faz esta pose (e faz mesmo) so do I. hehehe E como ela abriu com a MM, já me convenceu a ao menos experimentar sem nem precisar dizer nada…




07/04/15
Na(s) categoria(s): Comportamento | Postado por Diandra Fernandes às 9:08

CV aka Curriculum Vitae. E as 7 coisinhas que você não deve incluir nele, porque são desnecessárias, são as seguintes, segundo a Exame:

curriculo 7 coisas não incluir

  1. Nostalgia. Porque ela tem limite. Por exemplo, experiências de mais de 10 anos podem até ser apresentadas mas de forma sucinta e bem. O mesmo vale pra sua formação anterior a da faculdade.
  2. Tarefas operacionais. Só vale se forem descritas de forma concisa e sem obviedades. Melhor focar no resultado que trouxe pras empresas em que trabalhou.
  3. Autoelogios. Tipo proativo, perfeccionista, isso ou aquilo.
  4. OD de elementos visuais. Evite colorir o CV demais, extrapolar nas fontes, se valer de logos, fotos e outros elementos gráficos. Simplicidade is key.
  5. Informações adiantadas. Tipo incluir pretensão salarial (a não ser que seja solicitada de antemão), RG ou anexar portfolios, cartas e listas de referências. Estas são coisas pra mostrar mais tarde no processo de seleção.
  6. Conhecimentos superficiais. Por exemplo, se fala o básico de alguma língua apenas, sabe como? Especialmente (mas não somente) se estes conhecimentos não forem relevantes pra sua área.
  7. Cursos extracurriculares. Inclua somente os que tenha a ver com a sua área.

No mais, boa sorte e sucesso aí!




24/03/15
Na(s) categoria(s): Etiqueta e Boas Maneiras | Postado por Diandra Fernandes às 9:35

E alguns dos erros que foram listados nesta matéria do Independent são os seguintes:

erros entrevista de emprego

 

  1. Um aperto de mão frouxo. Isso denota fragilidade e falta de confiança no seu taco, dude.
  2. Mastigar chiclete durante a entrevista. É o seguinte: no caminho até lá vale mastigar chiclete pra dar uma refrescada no hálito (mau hálito também não pega bem) mas jogue fora antes mesmo de entrar no prédio da entrevista.
  3. Ignorar o dresscode da empresa. Isso não causa uma boa primeira nem segunda e nem terceira impressões.
  4. Se apresentar ou mostrar uma atitude durante a entrevista que deixe a desejar tipo estar com o visual desalinhado, sentar curvado com uma péssima postura e tal.
  5. CV com erros ortográficos.
  6. Deixar o celular tocar e pior, atender. Nevah do that, dude!
  7. Ser desagradável ou rude durante a entrevista

Eu superconcordo. Pra anotar e evitar. 😉




03/03/15
Na(s) categoria(s): Comportamento | Postado por Diandra Fernandes às 9:37

E entenda como ser um líder do tipo que inspira ação como sendo aquele líder que inspira tanto quem trabalha pra ou com ele assim como quem adquire o produto ou serviço que ele oferece, tipo o Steven Jobs. A resposta foi dada neste vídeo aí do Simon Sinek num daqueles bons papos TED, sabe quais?

Então… resumindo: o segredo está na minha perguntinha favorita de sempre: por que? Como? Roda o vídeo pra entender, uai.




03/02/15
Na(s) categoria(s): Comportamento | Postado por Diandra Fernandes às 9:07

E as 7 atitudes que não caem nada bem profissionalmente, ou seja, podem ser aquelas atitudes sabotadoras da sua vida profissional são as seguintes, segundo a Exame:

atitudes profissionais que não caem bem

  1. Terceirizar a culpa.
  2. Só tomar decisões baseadas na certeza absoluta. Porque nem sempre vai dar pra tê-la. E aí… ship will sail.
  3. Não levar em conta que fracassar é uma possibilidade. E isso deve fazer parte do seu plano de ação ou execução. Porque nem sempre as coisas dão certo ou tão certo quanto se espera.
  4. Superestimar ou subestimar a própria competência.
  5. Aceitar cargo de gestão sem ter o perfil para o tal. Porque a gente sempre tem que ter as reais noções do nosso preparo e aptidões pra inclusive aceitar um cargo e performar na boa.
  6. Conformismo e procrastinação, que geralmente têm base no medo de arriscar e no medo de errar.
  7. Não ser capaz de se adaptar.



06/01/15
Na(s) categoria(s): Comportamento | Postado por Diandra Fernandes às 9:17

profissiões promissoras pra 2015

Pra quem curte saber quais as profissões estão em alta pra cada ano, tem esta matéria da Exame onde profissionais da área de consultoria de recrutamento elegeram 42 profissões que prometem pra 2015. Dentre as eleitas tem gerente/diretor de planejamento financeiro, especialista em turnaround, advogados especializados em compliance e ética/tributarista/trabalhista, coach corporativo, arquiteto de soluções, executivo na área de suply chain, médico pra indústria farmacêutica, gerente de riscos, gerente de recursos eólicos, profissional de mídias sociais e de marketing digital, por exemplo.

O legal deste tipo de matéria (pelo menos pra moi) é a possibilidade de ouvir falar de algumas profissões que a gente nem sabia que existiam as such… quantos mais saber que promissoras eram… hehehe E quem sabe ao tomar conhecimento delas, se encontrar, independente de ser ou não promissora pra este ou aquele ano. Vai que…




123... 10Próxima Página 1 de 10